Conheça os novos pelouros atribuídos aos vereadores

21/10/2005


Os pelouros do executivo da Câmara Municipal de Cascais já foram distribuídos. A grande surpresa é a Protecção Civil ficar a cargo do único vereador eleito da CDU, Pedro Lopes de Mendonça.

O presidente António Capucho justificou com «confiança» a atribuição de um pelouro a Pedro Lopes de Mendonça e não à CDU, como quis reforçar.

Para além da intenção de adequar as competências de cada um dos vereadores à área da sua responsabilidade, Capucho afirma que  procurou «redistribuir para ter mais tempo para a coordenação.»

O presidente reeleito mantém assim os pelouros do Planeamento Estratégico, Obras Municipais, Turismo, Comunicação e Assuntos Jurídicos. Mas deixa de ter a competência directa sobre o Urbanismo e o Ambiente, passando a estar a cargo do novo vereador Carlos Carreiras, que acumula também os pelouros do Plano Director e da Juventude, para além de ser o vice-presidente da Câmara.

João Sande e Castro, do CDS-PP, mantém os pelouros que já tinha no executivo anterior: Desporto, Relações Internacionais e Tóxicodependências. O vereador deste partido que também regressa ao novo executivo, Manuel Andrade, perde os pelouros das Finanças e do Autódromo, recebe os da Habitação e da Polícia Municipal e mantém o das Actividades Económicas.

Ana Clara Justino, a terceira vereadora que vem do mandato anterior, fica com a nova responsabilidade dos Assuntos Sociais e Saúde, que junta à Educação e à Cultura.

O novo vereador Pedro Caldeira Santos fica com os pelouros das Finanças e dos Recursos Humanos e ao também estreante Artur Ferreira foram-lhe atribuídas as pastas da Manutenção, do Trânsito, das Juntas de Freguesia e das Associações de Moradores.

Recorde-se que também foram eleitos vereadores, pelo PS, Fernando Arrobas da Silva, Umberto Pereira Pacheco e Maria Carla Valente de Almeida. Não têm nenhum pelouro atribuído.


Ver mais

Outras Sugestões

Comentar




Google+Find us on Google+