Artigo já terminou no dia 07/08/2019
August 7, 2019

Anita no MEO Sudoeste' 19

Zambujeira do Mar, Herdade da Casa Branca - Odemira
Herdade da Casa BrancaZambujeira do Mar, Herdade da Casa Branca
Site

Information

Nasceu Larissa de Macedo Machado e fez-se Anitta para o mundo do espetáculo, um autêntico furacão que veio do Brasil para deixar o seu rasto um pouco por todo o mundo. Anitta é a prova de que ainda se pode surpreender e arrastar multidões neste século XXI. Começou a cantar e a dançar bem cedo, mas antes do sucesso de hoje, a jovem estudou marketing – conhecimentos que viria a aplicar na gestão do seu percurso, um exemplo de ousadia, estratégia e trabalho. Começou por dar nas vistas no YouTube e depressa o nome Anitta passou a ser sinónimo de sucesso no Brasil, graças a singles como “Meiga e Abusada” e “Show das Poderosas”.

A artista brasileira não tem vocação para descansar à sombra dos seus próprios sucessos e, por isso, no espaço de três anos, editou três discos: em primeiro lugar lançou um disco homónimo, editado em 2012, depois veio “Ritmo Perfeito”, que chegou em junho de 2014, e, logo no ano seguinte, “Bang”, o terceiro registo da cantora, já fazia as delícias do público brasileiro – na altura, Anitta tinha apenas 22 anos. Tudo aconteceu muito rápido na vida de Anitta, quase ao ritmo da sua própria música, frenética, quase vertiginosa, e inspiradas em ritmos como o funk, o reggaeton ou até o melhor pop latino. Quando se descreve Anitta, é fácil falar de influências como Beyoncé, Katy Perry ou Rihanna, mas a verdade é que a cantora brasileira se distingue e elava-se acima das comparações mais óbvias.

Sucessos como “Na Batida”, “Deixa Ele Sofrer” ou “Sua Cara” (dos Major Lazer, com as participações de de Anitta e Pablo Vittar) contribuíram (e muito) para a projeção internacional da artista carioca, com milhões de visualizações no YouTube. Além do carinho do público, Anitta tem batido recordes e visto o seu trabalho reconhecido por vários prémios e nomeações. Já teve inclusivamente a revista Forbes a compará-la a Shakira, destacando-lhe o potencial para ser uma estrela pop à escala planetária.

No que diz respeito a novidades, a cantora editou “Solo” (uma alusão à vida de solteira), o seu primeiro EP, no final do ano de 2018. Com três músicas, cada uma delas cantada numa língua diferente, este registo mostra uma artista capaz de abraçar o mundo todo. “Porque Yo Soy Tu Veneno”, uma dessas novas canções, promete conquistar o público português, dia 7 de agosto, no Palco MEO do MEO Sudoeste.

To read

Video

Map

Experiences for your trip

We have several experiences for a unique visit

more
Zambujeira do Mar, Herdade…
August 7, 2019

CityOnline

Escolha o Idioma