Rota do Artesanato

Ponta Delgada ( Açores )
Site

Information

A pesca, meio de subsistência, é também uma fonte de inspiração ao artesanato regional, nomeadamente através da escama de peixe, estas são reinterpretadas, coradas e transformadas em pétalas delicadas, que tomam a forma de surpreendentes conjuntos florais. As flores também podem ser concebidas através de outros materiais como o papel, as penas e o pano. De igual modo, pode encontrar alguns artesãos que se dedicam a trabalhos em dente e osso de baleia.

O barro das ilhas proporcionou o desenvolvimento de uma ancestral indústria artesanal de cerâmica e olaria, que pode ser encontrada por toda a ilha, nomeadamente: A cerâmica de Vila Franca do Campo (não vidrada e simples); a da Lagoa (pintada à mão, com desenhos onde predomina o azul); os painéis de azulejos de Ribeira Grande (pintados à mão sobre vidrado cru com predomínio de tons de azul cobalto).

Outra relevante expressão do Artesanato dos Açores é a arte de fiar, realizada com teares seculares que produzem fabulosas mantas, colchas e tapetes nos padrões e cores tradicionais. Os bordados à mão e os trabalhos em vime são, mais uma, prova de uma grande variedade e riqueza artesanal.

A nostalgia do mar e a beleza melódica, peculiar aos insulares, parecem embalar as suas toadas, que, na dança, se transformam em corpos rodopiando ao compasso, na beleza dos gestos marcados pelo peso da tradição e no colorido dos trajes das mulheres em contraste com as cores sóbrias dos homens. Entre os bailares mais conhecidos, são de salientar a “sapateia”, o “manjericão”, o “balho-furado”, a “cana-verde” e o “pézinho-da-Vila”. A “Cantoria dos Reis”, na véspera do dia de Reis (6 de Janeiro), e a “Cantoria das Estrelas”, na noite de 2 de Fevereiro, juntam um sabor popular ao fervor religioso.

O Capote e Capelo, traje típico popular muito curioso, vindo do séc. XVIII, começa inevitavelmente a pertencer ao passado, ressurgindo unicamente nas festas tradicionais, entre as quais, de referir os trajes característicos e coloridos usados pelos homens nas Cavalhadas, compostos por calças brancas, os chapéus altos carregados de ouro, com as camisas brancas enfeitadas de laços e fitas vermelhas, fazendo uma vistosa guarda de honra ao “rei”.


Map

Experiences for your trip

We have several experiences for a unique visit

more

CityOnline

Escolha o Idioma