Sintra vai ter Escola de Segunda Oportunidade

Sintra
Sintra

Información

A Câmara Municipal de Sintra assinou, esta terça-feira, um protocolo para a criação da Escola de Segunda Oportunidade de Sintra, projeto que pretende trazer para a formação escolar jovens que tenham abandonado o ensino, que se encontrem em risco elevado de o fazer ou que tenham um percurso marcado anteriormente pelo insucesso.

A antiga fábrica da MELKA, onde foi assinado o protocolo, torna-se assim no espaço que irá albergar a Escola de Segunda Oportunidade de Sintra. Este espaço será também a nova casa da Escola Profissional de Recuperação do Património de Sintra e do polo de formação de nível superior, através de protocolo com o Instituto Superior de Tomar que irá neste lugar desenvolver alguns dos seus cursos.

Bruno Parreira, vice-presidente da autarquia de Sintra, afirmou que “o concelho apresenta uma taxa de retenção e desistência no ensino secundário de 35%, valor muitíssimo preocupante e superior à média nacional, que se situa nos 23%.”

“Existem apenas 4 Escolas em Portugal – Matosinhos, Ermesinde, Samora Correia e Arco Maior, sendo Sintra o 5º Projeto desta natureza a ser implementado em território nacional.”

A Escola de Segunda Oportunidade de Sintra surge como uma nova chance para que os jovens possam desenvolver competências e criar um projeto de vida, que lhes permita encontrar um novo caminho ou rumo.

Esta resposta tornou-se possível pela vontade das quatro entidades que assinaram o protocolo, nomeadamente o Ministério da Educação, representado pela Direção Geral de Estabelecimentos Escolares, a Câmara Municipal de Sintra, o Agrupamento de Escolas Agualva Mira Sintra e a Associação És Mais.

Para além das instalações, a Câmara Municipal de Sintra apoia este projeto de outras formas, nomeadamente na concessão de refeição diária gratuita e transporte.

“Atualmente, frequentam a escola mais de 4 dezenas de jovens a quem é preciso voltar a dar esperança para que voltem a acreditar que é possível construir um futuro mais positivo.”, reforça o então vice-presidente da autarquia.

Na cerimónia de hoje foram também entregues os diplomas os certificados de conclusão do ensino secundário no Centro Qualifica do Município de Sintra, que através do Projeto Educativo Local, desenhou uma estratégia coesa para a educação no território.

“O principal objetivo desta resposta é não deixar nenhum cidadão de Sintra sem a resposta mais adequada ou sem a possibilidade de melhorar a sua vida pessoal e profissional por via da qualificação. É nossa convicção que este caminho só é possível com todas as convergências entre os diversos atores envolvidos” sublinha Bruno Parreira.

O Centro Qualifica Município de Sintra (CQMS) surgiu, em maio de 2020 e a ocupação estratégica das antigas instalações da MELKA, destaca-se pela centralidade e acessibilidade a todo o tipo de transportes, cobrindo a área territorial oriental do concelho. O Centro resulta de uma candidatura realizada pelo Município de Sintra, assente na parceria com a Escola Profissional de Recuperação do Património de Sintra e a Escola Secundária Ferreira Dias.

Os Centros Qualifica visam estreitar a relação entre a formação e o emprego, numa perspetiva de aprendizagem ao longo da vida. Respondem às necessidades de formação e qualificação de jovens que não estudam nem trabalham e de adultos com necessidades de formação académica ou profissional.

Leer también

publicado 14/12/2021

Mapa

Ciudad Online

Escolha o Idioma