Agnes Obel, cantora e compositora dinamarquesa que há poucos meses lançou Citizen of Glass o terceiro álbum de uma discografia que tem conquistado cada vez mais atenção.

Obel começou a tocar piano com tenra idade - contava apenas seis anos - e cresceu no seio de uma família perfeitamente sintonizada com as artes: a mãe uma instrumentista com brilhante reputação, o pai um coleccionador de instrumentos exóticos, a casa um autêntico depósito de arte, livros, música, um estímulo perfeito para a criatividade que o mundo pela primeira vez aplaudiu em 2010 quando Obel se estreou com Philharmonics - um álbum certificado Platina cinco vezes na sua Dinamarca natal e que os prémios de indústria local distinguiram em 2011 com galardões nas categorias Pop, Álbum, Álbum de Estreia, Compositor do Ano e ainda Artista Feminina. 

Bilhetes de 20 a 35 euros