Alargamento do sistema PAYT em Guimarães

Guimarães
GuimarãesGuimarães

Informação

Mais de 2500 habitantes a usufruir deste sistema, em que os munícipes quanto mais reciclarem menos pagam.

O Município de Guimarães avança com o alargamento do Sistema PAYT (Pay-as-you-Throw) para uma segunda área até ao centro da cidade, depois de ter implementado com sucesso esta prática no centro histórico – em que os munícipes quanto mais reciclarem menos pagam. Serão mais de 2 500 habitantes a usufruir deste sistema de recolha e de tarifa.

A partir de 14 de setembro, através da empresa Vitrus Ambiente, serão prestadas informações nas habitações e estabelecimentos comerciais sobre a nova forma de pagamento da tarifa de resíduos nesta área e distribuição de ecopontos, bem como de sacos para resíduos indiferenciados e seletivos.

O alargamento contempla a zona envolvente ao Centro Histórico que compreenderá os seguintes arruamentos: Rua Serpa Pinto, Rua A. Barbosa, Avª Humberto Delgado, Rua Gil Vicente, Rua Paio Galvão, Alameda S. Dâmaso, Av. Alberto Sampaio, Rua Joaquim de Meira, Largo Cidade, Largo S. Francisco, Largo Toural, Largo Trovador, Rua Couros, Rua Vila Flor, Rua S. Francisco, Travessa Rio de Couros, Rua Dr. José Sampaio, Rua Padre Gaspar Roriz, Rua Santo António, Largo República Brasil, Rua Abade Tagilde e Rua Combatentes Grande Guerra.

Assim, a Vitrus irá iniciar a distribuição de mini-ecopontos por todos os utilizadores, e oferecerá os sacos autorizados para a colocação dos resíduos indiferenciados e seletivos. Até ao final do ano, os sacos são oferecidos e a partir de 2021 a aquisição do saco será obrigatória, dado que a tarifa, deixará de estar indexada ao consumo de água, passando a ser um sistema mais justo e passando a estar indexada à aquisição dos sacos para a recolha indiferenciada.

A tarifa de resíduos manter-se-á até final de 2020 associada ao consumo de água, para que os utilizadores se adaptem a este novo sistema de aquisição de sacos para a colocação dos resíduos. Pretende-se que este sistema seja mais justo, e aumente a recolha seletiva e diminua a produção de resíduos.

O PAYT potencia a recolha seletiva através de uma tarifário de resíduos no qual existe uma relação direta entre o pagamento e a produção de resíduos indeferenciados. Ou seja, os aderentes ao sistema pagam pelos sacos que utilizam para depositar o lixo indiferenciado que produzem e beneficiam de uma redução/isenção na taxa de resíduos que é cobrada na fatura da água.

Recorde-se que a implementação do sistema PAYT decorreu, em 2016, no Centro Histórico de Guimarães, e valeu ao Município duas distinções no concurso “Municípios do Ano Portugal 2017”. A cidade foi distinguida com o prémio de Melhor Município Norte e Melhor Município do Ano em Portugal. O projeto obteve o prémio obra escrita original do Green Projets Awards, em 2014, e sua implementação recebeu ainda uma menção honrosa em 2016.

Leia Também

publicado 14/09/2020

Mapa

Guimarães

Cidade Online

Escolha o Idioma