Praia da Vitória, Igreja de Santa Cruz

Ilha Terceira

Ilha Terceira

Situada no grupo central do maravilhoso Arquipélago dos Açores, ostentando uma interessante forma elíptica, com uma área de cerca de 385 metros quadrados (em 29 km de comprimento e 18 de largura), a belíssima Ilha Terceira é a terceira maior do grupo e foi também, segundo os dados históricos, a terceira a ser oficialmente descoberta, tendo a sua capital situada na bela Angra do Heroísmo. 

O arquipélago dos Açores divide-se em três grupos: o Grupo Oriental constituído por São Miguel, Santa Maria e os ilhéus das Formigas; o Grupo Central com Faial, Pico, São Jorge, Terceira e Graciosa e o Grupo Ocidental, formado pelas ilhas Flores e Corvo. 
As datas de descobrimento do Arquipélago são uma incógnita, existindo correntes históricas que afirmam já virem designados em mapas Genoveses desde 1351, contudo foi a partir de 1431 que as Ilhas começaram a ser povoadas. 

Desde o seu descobrimento que a Ilha Terceira desempenhou um papel importante dada a sua localização geográfica de grande importância, ponto de paragem para as grandes embarcações dos Descobrimentos Portugueses. 
O ponto mais alto da Ilha Terceira situa-se na Serra de Santa Bárbara, a cerca de 1022 metros de altitude, e daqui se tem um bonito panorama sobre esta maravilhosa Ilha, rodeada pelo profundo oceano Atlântico, e dona de uma densa vegetação, pitorescas povoações e uma natureza que maravilha quem a contempla. 

Pontos como o vulcão da Serra do Cume, a Ponta dos Mistérios, a Gruta do Algar do Carvão, a Lagoa do Negro, a Caldeira de Guilherme Moniz, as Furnas, entre tantas outras maravilhas naturais são locais de grande beleza natural desta maravilhosa Ilha. 
A ilha tem mantido vivas as suas tradições, vivendo ainda hoje das actividades de outros tempos como a agricultura, pecuária e aproveitamento de bens marinhos, como as algas, mas também tem beneficiado de novos meios de comunicação que promovem um novo fôlego e modernismo, como é o caso do Aeroporto Internacional das Lajes. 
Exemplo maior da sua feição tradicional são as maravilhosas Festas do Espírito Santo anualmente em Maio, ou as típicas “Touradas à corda”, e também as iguarias regionais como as Alcatras de carne e peixe, as sopas do Espírito Santo, o mais fresco peixe e marisco, ou mesmo a famosa doçaria, os vinhos e licores, presentes no interessante Museu do Vinho. 

Reservas Booking com as melhores tarifas

Sugestões para o Lazer

Ilha Terceira

2 concelhos a visitar e centenas de spots a não perder