9.3

A cidade de Albufeira foi chamada de “castelo do mar ” ou também quem diga de " mar pequeno " pelos árabes (Al-Buhera, designação do séc. VIII), pela forma altaneira e em anfiteatro que se dispõe sobre o mar. Do período Árabe restam as ruelas estreitas, o velho castelo e as casas muito brancas com arcos. Da povoação de longa tradição piscatória com uma próspera indústria de exportação de peixe, resta a Praia dos Pescadores, com as suas coloridas embarcações que hoje em dia se dedicam também à realização de visitas turísticas às fabulosas grutas marinhas da costa.

Actualmente, Albufeira e o seu concelho assumem-se como um dos principais centros turísticos do país, oferecendo cerca de 30 km de costa e mais de duas dezenas de praias muito diversificadas entre si, tanto no que toca ao enquadramento natural, como em termos de ocupação e oferta turística. Embora os equipamentos turísticos, bem como a animação nocturna, sejam dos mais afamados do Algarve, convivem ainda par a par com uma outra realidade: a das aldeias tranquilas, onde subsistem artes manuais como a azulejaria, o cobre talhado ou a tapeçaria de esparto, envolvidas por pomares de sequeiro com amendoeiras em flor e laranjais coloridos.

Como grande centro internacional, Albufeira prima por uma culinária rica e diversificada. A grande variedade de restaurantes oferece-lhe, desde pratos regionais às mais refinadas especialidades da cozinha Francesa, Italiana, ou Alemã. Região ligada ao mar, os pratos de peixe e marisco constituem uma presença marcante na gastronomia.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!