7.5

Nesta pequena barragem ocorrem diversas especies de aves aquáticas, enquanto que a zona envolvente alberga diversas especies terrestres interessantes. Uma visita a este local pode facilmente ser conjugada com uma incursao à vizinha localidade de Segura.

A estrada nacional 332, que liga Zebreira a Medelim, percorre o paredão e permite obter uma boa perspectiva sobre a barragem. Na barragem propriamente dita observam-se habitualmente o mergulhão-de-crista, a garça-real e o pato-real. No Inverno pode também ver-se o corvo-marinho-de-faces-brancas. Em 2009 foi aqui vista a garça-branca-grande, que é uma espécie rara na região.

A albufeira divide-se em duas braças, que podem ser facilmente visitadas graças a caminhos que percorrem ambas as margens. A margem sul é percorrida por um caminho estreito que permite observar a braça sul em boas condições de luz.

Logo à saída do paredão, uma pequena mancha de tabua serve de refúgio ao rouxinol-bravo. Um pouco mais adiante, as zonas envolventes encontram-se cobertas por giestais, que são frequentados pela felosa-do-mato.

No caso da margem norte, os acessos são melhores, mas a luz para ver a albufeira é menos favorável.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!