6.0

Boticas é uma agradável vila Serrana, sede de concelho, situada na agreste Serra de Barroso, no Nordeste do País, antiga região de Trás-os-Montes, na área geográfica conhecida por Alto Tâmega.

Esta é uma região de povoamento humano bastante remoto, sendo vários os vestígios que comprovam a sua antiguidade, como o Castro do Lesenho (considerado o Castro Lusitano mais importante do País), ou o da Gorda, em Ardãos.
Esta pacata vila rural de magníficos cenários bucólicos preza a sua tradição e encara-a como ponto importante do seu estimado Património, como é o caso da Estância Termal de Carvalhelhos, também conhecida por Caldas Santas de Carvalhelhos, de águas bicarbonatadas, sódicas e fluoretadas, recomendadas para o tratamento de doenças de pele e do aparelho circulatório e digestivo.
Vale a pena conhecer a Igreja Paroquial do século XIX, e o impressionante “Guerreiro Calaico ou Castrejo”, um monólito antropomórfico esculpido, um dos quatro encontrados no Castro de Lesenho.

Boticas é célebre pela Gastronomia, nomeadamente pela carne de vitela “barrosã“, mas também pelo afamado “vinho dos mortos“, que conseguiu este designação desde tempos das invasões Francesas. Diz-se que em 1809 a população, assustada com a destruição e saque que as tropas napoleónicas vinham deixando, decidiu enterrar alguns dos seus bens, entre eles o vinho tão apreciado. Após a retirada do inimigo, o povo descobriu que o vinho enterrado tinha um sabor ainda melhor, e ainda hoje se enterra as garrafas por um ou dois anos.

Os diversos cursos de água presentes na região reúnem cenários idílicos e boas condições para a prática das mais variadas actividades de lazer, de desporto e turísticas.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!