4.7

Alter do Chão tem vestígios de ocupação romana, que neste local terão edificado uma fortificação, depois conquistada por vândalos e ocupada pelos árabes. Na reconquista cristã da Península Ibérica, este castelo terá passado para as mãos portuguesas no reinado de D. Afonso II, por volta de 1220.

 D. Pedro I, em 1357, ordena a reconstrução da fortaleza, cuja estrutura chegou em bom estado aos nossos dias. Por doação do rei D. Fernando I, este castelo e os seus domínios foram entregues a D. Nuno Álvares Pereira.

 O castelo de Alter do Chão, no século XIX, foi comprado e vendido algumas vezes e actualmente está na posse da Fundação da Casa de Bragança. Está classificado como Monumento Nacional, recebeu obras de restauro da responsabilidade da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, com financiamento da Fundação da Casa de Bragança.

 Construído sobre uma planta quadrangular, tem muralhas de xisto e granito, reforçadas por seis torres, com uma Torre de Menagem de 44 metros de altura.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!