5.9

Situado na vasta região Alentejana, na povoação de Barbacena, concelho de Elvas, pensa-se que esta estrutura poderá ter sido erguida sobre um castro pré-romano.

A localidade foi conquistada aos Mouros no reinado de D. Sancho II (1223-1248). O Castelo terá sido construído no reinado de D. Afonso II (1248-1279), estando já em mau estado de conservação no reinado de D. Manuel I (1495-1521), procedendo-se, então, a obras de restauro.

Em 1575 o monumento é comprado por Diogo de Castro do Rio, Cavaleiro da Ordem de Cristo, e o primeiro Senhor de Barbacena.

Já no século XVII o Castelo é melhorado, no contexto da Guerra da Restauração, sendo invadido em 1645 pelas Tropas Castelhanas.

Barbacena, localidade bem próxima da fronteira com Espanha, foi por diversas vezes sitiada e atacada, nomeadamente durante a Guerra da Sucessão de Espanha, e em outras ocasiões até ao início do século XIX, levando à própria destruição e abandono progressivo desta estrutura.

O Castelo de Barbacena, classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1967, apresenta uma planta rectangular, conservando as paredes, vestígios de um portal antigo de arco redondo, a Casa do Governador e vestígios de uma antiga capela.
O Monumento é hoje propriedade privada, não sendo possível à data a visita ao interior da estrutura.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!