6.6

Évora foi uma importante cidade no tempo do domínio romano, apresentando diversos vestígios dessa época, mas manteve essa importância com os visigodos e depois sob o domínio árabe.

 

D. Afonso Henriques fez uma primeira conquista desta fortaleza, mas os muçulmanos voltaram a reconquista-la e só voltaria definitivamente às forças cristãs, numa segunda reconquista em 1165, pelo lendário, Geraldo Sem Pavor.

 

Dividem-se as opiniões, sobre a realização de obras de ampliação das defesas de Évora, que poderão ter sido realizadas no reinado de D. Dinis, ou posteriormente no reinado de D. Afonso IV, que manteve a corte em Évora durante algum tempo, procedimento que foi seguido por outros monarcas posteriores.

 

No século XVII, com a Guerra da Restauração, foi operada uma grande modernização, de que ainda hoje restam muralhas, torres e portas. Encontra-se classificada como Monumento Nacional, constituído com o restante património da cidade, um importante testemunho do passado, classificado como, Património Comum da Humanidade, pela UNESCO.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!