8.0

O que resta do castelo de faro, faz parte de uma estrutura defensiva da cidade, que deve ter origem romana e foi posteriormente reforçada pelos árabes. O castelo parece ter sido construído, depois da Reconquista Cristã da Península, sobre a Alcáçova de origem muçulmana. 

 

Em 1596, Faro sofre um ataque das forças inglesas, é saqueada e incendiada, tendo que ser alvo de obras de reconstrução ao longo de vários anos e já no século XVII, mais obras fazem a adaptação do castelo e muralhas da cidade, para o uso de artilharia.

 

No século XVIII, o castelo foi quartel do Regimento de Artilharia do Reino do Algarve e em finais do século XIX, foi arrendado a uma empresa que o converteu em fábrica de álcool.

 

As alterações feitas, para funcionar como fábrica, adulteraram muito o castelo, que também foi vítima da abertura de uma rua através das muralhas, a actual Rua do Castelo.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!