7.1

Entre-os-rios é uma pequena localidade pertencente ao concelho de Penafiel, na região Norte do País, desde sempre, e como o próprio topónimo indica, influenciada pela sua localização da confluência dos rios Tâmega e Douro.

Pensa-se que esta é uma região ocupada pelo homem desde períodos remotos, dada a situação privilegiada na beira de dois rios, e dona de solos muito férteis.
Sabe-se que já em meados do século XII integrava uma mancha de franco desenvolvimento, devido sobretudo ao comércio fluvial e terrestre que por aqui passava. Com a Idade Média, como muitos dos burgos da região, o seu desenvolvimento abrandou, voltando mais tarde nos séculos XIX e XX com o desenvolvimento industrial e com a implantação dos caminhos de ferro.

Entre-os-Rios possui um património construído de valor arquitectónico considerável, orgulhando-se de monumentos como a Capela de Santo António, a Igreja de Santa Maria de Eja ou a imponente Igreja Românica de São Miguel de Entre-os-Rios.

Toda a natureza circundante é, pois, de grande beleza, produzindo paisagens bucólicas de grande paz de espírito, convidando a puros momentos de lazer, como nas suas Termas, hoje em dia completamente restauradas e melhoradas com unidades hoteleiras, ou a momentos de paz de espírito no bonito Parque Engenheiro Duarte Pacheco.

Entre-os-Rios viu o seu nome por todos falado quando, a 4 de Março de 2001, a antiga Ponte Hintze Ribeiro (1887) tragicamente ruiu, resultando do fatídico acidente a morte de 59 pessoas. A grande tragédia está retratada no monumento em homenagem às vítimas, demonstrado a profunda consideração de todos que o contemplam.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!