Igreja de Santa Maria de Barrô

9.0

A Igreja de Barrô, classificada como Monumento Nacional desde 1922, integra o percurso turístico cultural da Rota do Românico. Edificada a meia encosta, na margem esquerda do Douro, esta Igreja, dedicada a Santa Maria, é um edifício românico tardio, fundado talvez no século XII. Deveu-se à família de Egas Moniz, o aio de D. Afonso Henriques, a sua dotação e hipotética construção ou reconstrução, pois pode ter existido neste local um templo anterior. Sem podermos apontar uma cronologia, a edificação da Igreja prolongou-se no tempo, pois, embora de matriz românica, mostra já elementos protogóticos: o janelão, a rosácea e o tratamento dos capitéis, de temática vegetalista e floral.
A fachada simétrica é marcada já pela simplicidade do gótico, sendo apenas desequilibrada pela torre sineira, construída no século XIX. Este prenúncio é também percetível no interior através da verticalidade do espaço.

Destaca-se ainda no interior os capitéis do arco triunfal representando cenas de caça, talvez numa alegoria às lutas entre o bem e o mal. Do período barroco, quando Barrô era já uma importante comenda da ordem de Malta, salienta-se o retábulo-mor [altar principal] joanino. A Virgem da Assunção, que substituiu a medieval invocação a Santa Maria, é igualmente um excelente exemplo de escultura barroca.  

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!