Igreja de São Gens de Boelhe

7.7

A Igreja de São Gens de Boelhe, classificada como Monumento Nacional desde 1927, integra o percurso turístico-cultural da Rota do Românico. Edificada entre os meados e o final do século XIII, constitui um dos mais belos exemplares da arte românica do Tâmega e Sousa. As paredes desta Igreja destacam-se pela sua qualidade construtiva, sendo visível um conjunto de siglas geométricas e alfabéticas, que representarão a assinatura do canteiro [pedreiro]. O portal principal apresenta semelhanças com os portais das Igrejas de São Vicente de Sousa, do Salvador de Unhão e de Santa Maria de Airães, localizadas em Felgueiras. Os capitéis do portal, com palmetas executadas a bisel, e os círculos preenchidos com cruzes, fazem lembrar os primeiros símbolos cristãos. Na fachada norte, os cachorros apresentam uma assinalável variedade de temas, que vão desde cabeças de touro a homens que transportam pedra. A tradição atribui a fundação da Igreja de Boelhe ora à filha de D. Sancho I, D. Mafalda, ora à sua avó, a rainha D. Mafalda, mulher de D. Afonso Henriques. Esta Igreja, tal como hoje se encontra, é o resultado de uma profunda intervenção, que decorreu entre 1929 e 1948.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!