Igreja de Todos-os-Santos - Igreja do Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada

10.0

No século XVI a Companhia de Jesus expandiu-se aos Açores, fundando as suas Residências e os seus Colégios em várias Ilhas deste Arquipélago, nomeadamente em S. Miguel, na cidade de Ponta Delgada, a partir do ano de 1591.

A primitiva Igreja do Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada, de invocação a Todos os Santos, por ter sido lançada a primeira pedra em 1 de Novembro de 1592, deu lugar a um monumento ímpar de criação barroca, com exuberantes elementos decorativos na sua fachada, de pedra vulcânica, na talha do retábulo do altar-mor e nos painéis de azulejos setecentistas.

Com a expulsão dos Jesuítas, por ordem do Marquês de Pombal, em 1760, esta igreja salão, de nave única, que possuía um vasto e valioso espólio artístico, ficou destituída de grande parte dos seus bens e alfaias religiosas, desaparecidos ou integrados noutros templos da Ilha, principalmente a partir de 1800, ano em que se interrompeu o culto.

Em 1834, a igreja foi adquirida ao Estado, por Nicolau Maria Raposo de Amaral, proprietário do Colégio dos Jesuítas, por herança paterna. Passados 139 anos, seus descendentes e herdeiros doaram a Igreja de Todos os Santos, com o respectivo espólio, à Câmara Municipal de Ponta Delgada, que deliberou ceder o espaço ao Governo Regional dos Açores, em 1977, para instalação do Núcleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado, tendo sido o projecto museológico aprovado em 2004.

Do acervo artístico, mantido na igreja desde o tempo dos Jesuítas, estão em exposição, na nave e sacristia, pinturas e esculturas dos séculos XVII e XVIII, com destaque para a Coroação da Virgem, de Vasco Pereira Lusitano (1535 - 1609), pintada em Sevilha no ano de 1604, e quadros que representam passos da vida de S. Francisco Xavier, atribuídos a Bento Coelho da Silveira (1620-1708). Neste invulgar conjunto patrimonial foi integrada a colecção de Arte Sacra do Museu Carlos Machado.

No início do século XXI, este antigo templo transforma-se em espaço de fruição cultural, cuja vocação será sempre de conhecimento e ensino.

No dia 15 de Outubro de 1654, nesta igreja o padre António Vieira, pregou o sermão da festa de Santa Teresa de Jesus.

 

Informação disponibilizada no site do Museu Carlos Machado de Ponta Delgada, a quem a igreja pertence

o Guia da Cidade agradece ao Sr. João Soares de Medeiros  a informação prestada a este monumento

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!