Igreja do Salvador de Aveleda

3.7

Igreja do Salvador de Aveleda

A Igreja do Salvador de Aveleda, classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1978, integra o percurso turístico-cultural da Rota do Românico. A fundação da Igreja de Aveleda remonta aos séculos XI ou XII. Em 1177, Vela Rodrigues doou esta Igreja ao Mosteiro de Paço de Sousa. O atual edifício, datado do final do século XIII ou início do século XIV, testemunha na sua arquitetura e na sua ornamentação a longa persistência das formas românicas que caracterizam a arquitetura medieval portuguesa. O portal principal conserva os elementos românicos mais evidentes, ainda que muito tardios: as colunas [capitéis vegetalistas, fuste circular, base bulbiforme] e o tímpano liso. Os portais laterais sem colunas e os cachorros sem decoração refletem igualmente o caráter tardio da construção. Ao longo das paredes exteriores da nave prolonga-se um característico lacrimal românico. A torre sineira, a capela-mor e a sacristia correspondem a obras dos séculos XVII e XVIII. Da Época Moderna merecem também realce, no interior, os altares colaterais, o púlpito, a pintura dos tetos da nave e do arco cruzeiro, bem como o teto em caixotões da capela-mor, com símbolos das Ladainhas à Virgem. A presença de uma peça decorada, que se encontra num dos degraus do interior da Igreja, poderá testemunhar a existência de uma antiga construção visigótica ou moçárabe [séculos V-VIII].

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!