Igreja Paroquial de Santo Agostinho a Marvila

7.9

A Igreja Paroquial de Santo Agostinho a Marvila é uma antiga e imponente obra de arquitectura localizada em Lisboa. Originalmente construída como um convento, é actualmente a sede da Paróquia de Santo Agostinho de Marvila.

O convento foi fundado em 1660 por Fernão Cabral, arcediago da Sé de Lisboa, e entregue às religiosas da Ordem de São Salvador ou Brígidas, como mais vulgarmente são chamadas. As religiosas brígidas, originárias de Inglaterra, chegaram a Lisboa em 1594, fugidas ao cisma de Henrique VIII.

Em 1651, começou a construção das novas instalações em Marvila para as religiosas portuguesas sob iniciativa da abadessa Madre Brígida de Santo António. O convento e respectiva Igreja foram sagrados no dia 19 de março de 1660, sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição.

As obras só ficaram concluídas em 1680, e para elas contribuíram, além de Fernão Cabral, D. Isabel Henriques, patrocinadora do convento, que aí se recolheu quando viúva. O edifício conventual foi adaptado a Asilo, sendo actualmente uma instituição assistencial, com a designação de Mansão de Santa Maria de Marvila.

Em 1932 a Igreja foi reaberta ao culto, pertencendo à jurisdição dos Olivais até à criação, em 1959, da Paróquia de Santo Agostinho de Marvila.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!