7.4

O arquipélago da Madeira, situado em pleno Oceano Atlântico, a cerca de 1000km de Portugal Continental, é composto pela Ilha da Madeira, pela Ilha do Porto Santo, conhecida por Ilha Dourada, pelas três inabitáveis Ilhas Desertas e pela reserva natural das Ilhas Selvagens.

Este território terá sido outrora conhecido por Romanos e Fenícios, conquanto foi já em 1418 que a descoberta oficial do arquipélago teve lugar, primeiro com Porto Santo pelos navegadores João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira, e no ano seguinte, a Ilha da Madeira com João Gonçalves Zarco e Bartolomeu Perestrelo.
O plano inicial seria explorar ao pormenor a costa oeste de África, a mando do Infante D. Henrique, contudo devido às intempéries, os navegadores foram afastados da rota inicial, descobrindo aí a dourada Porto Santo. A ordem de colonização deste território foi dada prontamente, e século após século, tornaram o arquipélago num dos maiores pontos turísticos portugueses.

A Ilha da Madeira, com a capital no encantador Funchal, é já famosa pelo seu clima de excelentes temperaturas, onde parece ser sempre primavera, a amena água do mar, e pela verdejante vegetação, que apelidou de “pérola do Atlântico” ou “jardim do Atlântico”, fazendo da Ilha da Madeira um destino turístico de eleição durante todo o ano.
A Floresta Laurissilva, classificada pela UNESCO como Património Mundial Natural, oferece paisagens sem igual, podendo-se embarcar na aventura das “levadas”, antigos caminhos de água que facilitavam a irrigação de tão acidentados terrenos, e que hoje em dia constituem a melhor das formas de conhecer este património natural, e o âmago da ilha da Madeira.

Diz-se que a Ilha, e o Arquipélago, terão recebido este topónimo devido à densa floresta que permitia a recolha de muita madeira para as necessárias embarcações da expansão marítima Portuguesa por alturas dos Descobrimentos Portugueses que deram “novos mundos ao mundo”.

Hoje em dia, a Ilha da Madeira encontra-se modernizada, com bons acessos, serviços de grande qualidade, a mais variada oferta hoteleira e turística, mantendo sempre o seu tradicional estilo de vida e o grande encanto verdejante de possuir, nos seus 728km2, montanha, mar, clima ameno, solos férteis e costumes e tradições sempre vivos e agraciados, como é exemplo o mundialmente famoso “reveillon” madeirense, que enche de cor e vida a baía do Funchal, iluminando toda a ilha num mar de cor e beleza, ou mesmo o colorido bailinho da Madeira, numa profusão de cor e alegria típica do folclore Madeirense.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!