6.7

Situada no extremo sudeste do maravilhoso Arquipélago dos Açores, a Ilha de Santa Maria foi a primeira deste arquipélago a ser oficialmente descoberta, por Diogo Silves, cerca de 1427, situando-se a sua capital em Vila do Porto, a mais antiga das vilas Açorianas.

O arquipélago dos Açores divide-se em três grupos: o Grupo Oriental constituído por São Miguel, Santa Maria e os ilhéus das Formigas; o Grupo Central com Faial, Pico, São Jorge, Terceira e Graciosa e o Grupo Ocidental, formado pelas ilhas Flores e Corvo.
As datas de descobrimento do Arquipélago são uma incógnita, existindo correntes históricas que afirmam já virem designados em mapas Genoveses desde 1351, contudo foi a partir de 1431 que as Ilhas começaram a ser povoadas.

Com uma superfície de 97km2, e caracterizada pelas suas baías de recorte profundo, a Ilha de Santa Maria mantém as suas antigas tradições aliadas a um património arquitectónico único e a uma natureza surpreendente, dona de grandes proporções de terra de origem sedimentar onde se encontram variados fosseis marinhos, testemunho do passar dos séculos neste território.
O ponto mais elevado da Ilha situa-se no Pico Alto, a 590 metros de altitude, seguindo-se os Picos das Cavacas a 491 metros e o da Caldeira a 481 metros, de onde se têm panoramas de grande beleza que permitem perscrutar a intensidade natural deste território.

Local de férteis terrenos, tem sabido ao longo dos séculos tirar proveito do melhor que a terra pode oferecer, baseando a sua economia na actividade agrícola e pecuária, mas também noutro sectores, como os meios de comunicação, nomeadamente aéreos, com grande desenvolvimento desde a criação do Aeroporto.

A Ilha de Santa Maria caracteriza-se pelos seus núcleos habitacionais que muito fazem lembrar as regiões continentais do Algarve e Alentejo, com casas de alvenaria branca e faixas coloridas, uma vez que os primeiros colonos derivavam na sua maioria destas regiões, corria ainda o século XV.
Plena de beleza natural, Santa Maria é conhecida pelas belas cores das suas paisagens, onde o amarelo e ocre do solo e das culturas, o verde dos campos e o profundo azul do oceano provocam panoramas sem igual, tendo sempre muito para conhecer e oferecer, proporcionando as melhores condições par a prática de desportos e actividades de natureza e lazer ou simples contemplação.

No Museu de Santa Maria, em Santo Espírito, fica-se a conhecer mais da história e etnografia desta bela Ilha, que é famosa também pelo seu Artesanato com artigos em barro vermelho, em lã, vime e palha. Já a nível gastronómico, o peixe e marisco são os reis da mesa, que também se veste de uma grande variedade de vegetais e é dona de uma rica doçaria, vinho e licores regionais.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!