8.2

Criada por sucessivas erupções vulcânicas em linha recta, a bonita Ilha de São Jorge situa-se no grupo central do maravilhoso Arquipélago dos Açores, separada da vizinha Ilha do Pico pelo canal de São Jorge, um estreito de mar com cerca de 15 km.

Ocupando uma área de cerca de 246 Km2, em 53 km de comprimento e 8 km de largura, São Jorge tem o seu ponto mais elevado a 1067 metros de altura, sendo famosa pelas maravilhosas Fajãs, terrenos planos de pequena extensão, situados à beira-mar, formados por materiais provenientes das arribas ou da erosão dos mares e ventos na rocha.

As datas de descobrimento do Arquipélago dos Açores são uma incógnita, existindo correntes históricas que afirmam já virem designados em mapas Genoveses desde 1351, contudo foi a partir de 1431 que as Ilhas começaram a ser povoadas.
Pensa-se que na Ilha de São Jorge a colonização terá tido início cerca de 1460, com oriundos da região Norte do continente.
São Jorge prosperou graças aos seus férteis terrenos, que produziam pastel e urzela, muito exportada para a Flandres e outros países da Europa, decaindo posteriormente a sua importância, muito devido a catástrofes naturais e a crises políticas e económicas, ficando praticamente isolada durante alguns séculos. Tal realidade começa a ser alterada com a construção e melhoramento de novos portos e infra-estruturas como o aeroporto, já no século XX, e com o incremento pecuário, lacticínio e piscatório, bem como o surgimento de algumas indústrias.

Vale a pena conhecer as fantásticas paisagens naturais e o património humano e arquitectónico desta magnífica Ilha rodeada pelo vasto Oceano Atlântico, de geografia acidentada que propicia as deliciosas Fajãs que tanto enriquecem a paisagem.
As localidades são maioritariamente rurais, de arquitectura típica, de alvenaria e basalto, com influências da região norte do continente, mas também Espanholas e da Flandres.

A indústria Baleeira teve também forte importância nesta Ilha, como outras do Arquipélago, sobretudo entre finais do século XIX e inícios do século XX, sendo importante fonte de rendimento um pouco por toda a Ilha. Hoje em dia, na continuação desta tradição Baleeira da ilha, existem diversas empresas que promovem a muito apreciada Observação de Cetáceos, permitindo aprazíveis momentos de lazer em pleno mar, contemplação e contacto com a natureza.

Terra de tradição, férteis solos e pastagens e a influência do rico Oceano Atlântico, na ilha de São Jorge a Gastronomia típica reúne pratos de excepção com a melhor carne, peixe, marisco, vegetais e também queijos de São Jorge e, claro, os doces conventuais. Muito afamados são os pratos confeccionados com Amêijoas, sendo este o único local do Arquipélago onde estas habitam.

No Artesanato, reinam as peças elaboradas nos tradicionais teares, como as chamadas “colchas de ponto alto”, entre outras interessante peças feitas de materiais locais, seguindo técnicas ancestrais.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!