7.2

Localizada no Extremo Noroeste do País, no Alto Minho, Melgaço é uma bonita vila, sede do concelho mais a norte de Portugal, inserida numa região montanhosa, banhada pelo Rio Minho, que desde cedo toldou o estilo de vida das populações, que com ele têm uma estreita ligação.

A ocupação humana da região é muito antiga, encontrando-se diversos monumentos megalíticos pelo município, cujo exemplo mais significativo encontra-se talvez em Castro Laboreiro, onde foram descobertos várias marcas dos povos primitivos que aqui habitaram durante diferentes épocas.

Situada na fronteira Espanhola, Melgaço sempre representou um papel defensivo estratégico, sendo palco de vários acontecimentos históricos ao longo dos séculos, tendo a actual localidade se formado ao redor do seu Castelo, do qual parte ainda hoje se mantém sobranceiro à vila.
Região verdejante, tipicamente Minhota, de forte e fértil vegetação, onde se fabrica uma das mais sublimes castas de Vinho verde, o famoso Alvarinho, Melgaço orgulha-se do seu bonito património histórico, cultural e arquitectónico, inserido no maravilhoso Parque Nacional da Peneda-Gerês.
Diversas casas senhoriais e brasonadas e pequenos palacetes enriquecem esta paisagem minhota, por entre outros monumentos de destaque, como as Capelas de Nossa Senhora da Orada e de São Julião com o seu belo cruzeiro.

Usufruindo dos excelentes recursos naturais da região, encontram-se as Termas de Melgaço, ou Termas do Peso, munidas de diversas estruturas de apoio, cujas indicações terapêuticas vão desde afecções das vias respiratórias, afecções reumáticas e músculo-esqueléticas a diabetes.

Nas redondezas importa não perder o Mosteiro de Fiães e a Igreja de Paderne, todos em estilo românico, marcado pela lenta passagem do tempo.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!