8.0

Vila da margem sul do bonito estuário do Tejo, sede de concelho, situada na península de Setúbal, a Moita é uma localidade desde sempre ligada ao rio, o município conta com uma extensão de cerca de 20km de extensão ribeirinha.

A história da Moita remonta a tempos bem antigos, com diversos núcleos ribeirinhos primitivos, tendo tido um maior desenvolvimento a partir do século XIII com o incremento da agricultura, extracção de sal, recolha de lenha, fabrico de cal e vidro e moagem de cereais e o desenvolvimento medieval e renascentista da construção naval.

No início do século XX, a Moita tinha ainda um cariz marcadamente rural e marítimo, tendo a partir dos anos 60 perdido a grande referencia ribeirinha, industrializando-se e adaptando-se como zona dormitório das cidades maiores circundantes, assegurando igualmente uma boa malha de transportes para outras cidades da margem sul que sofreram grande desenvolvimento (Setúbal, Almada, Barreiro…) e para a grande urbe na outra margem do Tejo: Lisboa.

A Moita é afamada pelas suas tradições de Festa brava, com Touradas e largadas de Touros muito apreciados e célebres por todo o País, imprescindíveis nas festas mais características da localidade, como as de Nossa Senhora da Boa Viagem (em Setembro) ou a Festa da Senhora do Rosário (em Agosto, na localidade do Rosário).

Na Moita vale a pena visitar a Igreja de Nossa Senhora da Boa Viagem, de inícios do século XVII, em estilo “Chão”, um estilo arquitectónico frio e funcional. Nesta vila ribeirinha atente-se aos monumentos fluviais, como o típico Bote “a Pombinha”, com tradicionais pinturas e ornamentos neste barco de 15 metros, ou no interessante Varino “O Boa Viagem”, com 20 metros de comprimento e decoração típica.

Bem próximo, em Alhos Vedros, merecem também destaque a Igreja Matriz (século XVII), a Capela da Santa Casa da Misericórdia do século XVI, o Moinho de Maré do Cais de Alhos Vedros, datado do início do século XVII mantendo-se em funcionamento até 1940, e o Poço Mourisco do século XVI.

A Gastronomia da região é rica e condimentada, influenciada pela presença marcante do Tejo, oferecendo especialidades como salada de búzios, cogumelos com linguiça, massada de peixe e, para sobremesa, as tradicionais farófias à moda da Moita.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!