Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro

7.0

O Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro, classificado como Monumento Nacional desde 1910, integra o percurso turístico-cultural da Rota do Românico.  Santa Maria de Pombeiro foi um dos mais importantes mosteiros beneditinos do território de Entre-Douro-e-Minho, tendo sido fundado por D. Gomes Echiegues e sua mulher Gontroda, em 1102. A Igreja [séculos XII-XIII] é composta por três naves, divididas por arcos-diafragma e com cobertura em madeira pintada, nas naves laterais. A planta original da capela-mor, reconstruída no século XVIII, era semicircular à boa maneira românica, assim como os absidíolos [capelas secundárias] ainda existentes. O portal principal identifica claramente as características da escultura românica, com destaque para os capitéis de decoração rendilhada. Os dois túmulos com escultura, de finais do século XIII ou inícios do século XIV, faziam parte do núcleo funerário abrigado na desaparecida galilé, ligada à nobreza deste território, como os Sousas [ou Sousões] e os Ribavizela. Nos absidíolos existem dois temas de pintura mural: um alusivo, provavelmente, a São Brás e outro apresentando Santo Amaro e São Plácido. A imagem da Padroeira, inserida no retábulo-mor [altar principal], possivelmente é uma obra de estilo gótico [séculos XIV-XV]. Bastante alterada nos séculos XVI a XIX, a Igreja do Mosteiro de Pombeiro recebeu um conjunto de talha de estilo rococó, no qual trabalhou o reputado artista e monge beneditino frei José de Santo António Ferreira Vilaça.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!