Parque Natural do Litoral Norte

6.4

O Parque Natural do Litoral Norte evoluiu da anteriormente denominada Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende. A sua área foi aumentada e prolongada pelo mar, constituindo nos dias de hoje um Parque Natural misto, terrestre e marinho, constituído essencialmente por um cordão de praia arenosa e dunas primárias e secundárias de grande instabilidade e em risco de erosão.
Apresenta um enquadramento ambiental, geológico e paisagístico verdadeiramente único, possuindo um dos mais elevados índices de biodiversidade do País.
A defesa do sistema dunar é um dos objectivos centrais deste Parque Natural devido à crescente procura turística que esta zona tem sofrido com a sua agradável extensão arenosa, que possibilita agradáveis cenários e belas praias, mas que tem suportado uma crescente erosão costeira.
A faixa marítima contígua à Área Protegida, e numa profundidade de 2,5 milhas marítimas, também foi classificada a fim de preservar a diversidade marinha tanto mais por se tratar de uma zona em que a pesca artesanal tem uma expressão evidente.
Gerações de camponeses-recolectores, escavando as areias e recolhendo algas, trouxeram à cultura terrenos dantes tidos por estéreis, onde ainda hoje se pratica a cultura de primores.
A área do Parque é ponto de passagem para peixes migradores, caso da lampreia e da enguia, e local de guarida de numerosas aves. 

O Parque Natural do Litoral Norte (PNLN) entende-se ao longo de 16 km de costa, do litoral norte, entre a foz do rio Neiva e a zona da Apúlia.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!