9.1

Penamacor é uma vila fronteiriça, sede de concelho, situada a uma altitude média de 550metros, calma e rural, próxima da Serra da Estrela.
A história de Penamacor permanece pouco conhecida desde tempos pré-históricos até ao século XII, excepção feita à época romana. Sabe-se que foi uma vila disputada pelos romanos, visigodos e mouros, tendo sido fortificada por Gualdim Pais, Mestre da Ordem dos Templários, no século XII, devido à necessidade de protecção da fronteira portuguesa.
O que resta do Castelo consegue demonstrar a sua importância defensiva desta tranquila vila, típica e relaxante, com bonitas Igrejas, como a da Misericórdia (século XVI), a de São Pedro e a Matriz, um bonito pelourinho do século XVI, o antigo edifício dos Paços do Concelho, em estilo manuelino, e a curiosa Judiaria de pequenas dimensões.
Penamacor prima pela sua paisagem natural magnífica e aqui se localiza a sede da Reserva Natural da Serra da Malcata, que abriga espécies como o lobo e a lontra numa área selvagem e densamente arborizada de cerca de 20 quilómetros quadrados, sobretudo conhecida por ser um dos últimos refúgios do quase extinto lince ibérico.
O concelho é constituído por várias pequenas e típicas aldeias com construções rurais de pedra, onde calma e paz de espírito imperam.
Região de costumes e tradições ainda bem mantidas, preservam o seu Artesanato de bordados e rendas em linho e mantas de trapos tecidas no tear, e uma Gastronomia muito apreciada, destacando-se pratos como a Chanfana, o Cabrito Assado, diversos enchidos, Coelho Bravo, e doçaria Beirã, como o tradicional Arroz Doce ou o Pão de Ló.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!