9.2

Poiares é uma bonita freguesia da típica região de Trás-os Montes, localizada na fantástica margem direita do Rio Douro, num vale paralelo a este importante rio, plena de história e beleza.

O topónimo “poiares” poderá derivar do termo “Poio”, que significa na região "monte, outeiro ou colina mais alta". De facto, diz a lenda que nas margens do rio Douro existiria a povoação de Santo Estêvão, usualmente fustigada pelas cheias do rio, que terá sido mudada para terrenos mais altos e menos sofridos, e ido “poisar” mais acima, na actual Poiares.

Poiares é uma localidade já com bem antigas referências históricas, crescendo a sua importância no século XIII, aquando o declínio da vizinha Vila de Alva.

A actividade económica principal desta freguesia é a agricultura, produzindo-se aqui vinho, azeitona, laranja, mel e cereais de qualidade.

Um dos grandes atractivos patrimoniais de Poiares são as muitas casas tradicionais construídas no típico xisto, como é bem visível na bonita Rua do Coiço, onde se verifica que a tradição e costumes ainda permanecem graciosamente vivos ao passar dos séculos.

Poiares orgulha-se da sua Igreja Matriz, datando de 1962, bem como dos seus legados arqueológicos de grande importância, como a Pintura Rupestre “A Lontra” da Fraga do Gato, a Calçada de Alpajares e o Castro de S. Paulo, onde junto das ruínas de uma capela erigida a este Santo se encontram vestígios numa rocha de xisto, de que se julga serem sepulturas.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!