9.2

Conhecido também por Cividade de Coussorado, este antigo Castro situa-se na lindíssima região de Paredes de Coura, no norte do País, entre os fantásticos rios Coura e Minho, numa zona elevada do terreno, de defesa estratégica.
O povoado estende-se por uma área construída de cerca de dez hectares, tendo sido habitado por um curto período de tempo, entre os séculos V e II a.C., e provavelmente abandonado pouco antes da ocupação Romana do território.

Desde 1993 que diversos trabalhos arqueológicos têm tido lugar, de modo a melhor compreender e preservar este importante espaço histórico, concluindo-se que o castro seria circundado por duas linhas de muralhas, estando as habitações dispostas ao redor de um torreão de pedra e terra. Diversas valências têm sido descobertas, incluindo habitações, locais de armazenamento, de guarda de animais e produtos, levando a crer que seria uma povoação socialmente estratificada, com uma economia baseada essencialmente na recolecção, na agricultura e na pastorícia.
As plantas das construções são de tipo circular, oval ou rectangular de cantos arredondados, de maior dimensão que os povoados seus contemporâneos.

Com vista à preservação de tão importante património, numa região de grande importância e riqueza histórica, o povoado foi recentemente transformado em espaço museológico, reconstituindo-se um núcleo formado por duas construções, recriando as habitações do passado castrejo.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!