Praça Luís Vaz de Camões

7.2

A Praça Luís de Camões, nome de um imortal poeta português, é composta por uma figura em bronze no centro de uma Praça empedrada com calçada portuguesa.

Com a estátua de Luís de Camões colocada ao centro, é mais que uma bela e discreta praça urbana, é também um signo imperativo de conceitos modernos de cidadania, corporizados na figura de um herói - poeta, eterno exilado que morrera pobre e só.

O autor / escultor do monumento, construído entre 1860 e 1867, foi Vítor Bastos. Foi inaugurado com grande cerimonial e participação pública, em 1867, sendo uma das grandes esculturas urbanas de grande escala a animar um espaço tradicional.

O conjunto é constituído pela figura do poeta executada em bronze com seis metros de altura, e é caracterizado por um paralelepípedo facetado, cujas arestas se acostam às figuras mais prestigiadas da cultura clássica nacional - de Fernão Lopez a Zurara, de Pedro Nunes e João de Barros.

A praça foi urbanizada em 1859, após a destruição e remoção das ruínas do velho Palácio do marquês de Marialva e do Loreto. Esta praça serve também como porta de acesso para o Bairro Alto, o principal centro de animação nocturna da cidade de Lisboa.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!