7.3

Santa Maria da Feira é uma cidade, sede de concelho, da região norte do País, situada na região de Entre Douro e Vouga, rodeada de uma natureza luxuriante, e localizada num local privilegiado por bons meios de comunicação desde remotos tempos.

Esta é uma região de ocupação humana bem antiga, encontrando-se pelo território imensos vestígios como Castros e estações Luso-Romanas, como é o caso da cidade de “Lancóbriga“, considerada a antecessora da antiga cidade romano-cristã-portuguesa de Santa Maria da Feira. De facto, a civilização romana deixou as suas marcas, como o gosto pelos hábitos termais, troços de estradas e pontes e conhecimentos agrícolas.
No início do século XI é erguido o Castelo, no lugar de um antigo Castro, e toda a povoação se vai desenvolvendo ao seu redor. O Castelo vai ganhando imensa importância no decorrer dos tempos, e era o núcleo das Terras de Santa Maria, e dono de um famoso Mercado onde eram vendidos os mais importantes produtos, começando-se a chamar a este mercado “Feira”, denominação que se estendeu à povoação: "Vila da Feira”, nome este mantido até à década de 80 do século XX.

Santa Maria da Feira situa-se numa região dotada de férteis solos, que foram o principal marco de desenvolvimento local, mormente devido à prospera indústria corticeira, e pelo seu desenvolvimento foram apelidadas de “Terra de Santa Maria”.

Vale a pena conhecer o altaneiro Castelo de Santa Maria da Feira, com origens no século X, a bonita e setecentista Igreja Matriz, a Igreja da Misericórdia do século XVI, ou apenas relaxar, passear e conhecer o bonito Centro Histórico.

Terra de férteis terrenos, possui nos arredores diversas e elegantes casas senhoriais e brasonadas dos grandes senhores agrícolas e comerciais da região, como são exemplo o Solar Condes de Fijô, a Casa da Portela ou a Quinta da Torre com os seus jardins românticos de grande beleza.

A região de Santa Maria da Feira está hoje em dia dotada de excelentes infra-estruturas como o “Europarque” (um centro de congressos com diversos eventos culturais), o “Visionarium” (um museu de ciência interactivo), e também outros espólios Museológicos patentes no Museu do Papel, no Museu dos Lóios ou no Museu de Santa Maria de Lamas.

As festividades de Santa Maria da Feira são plenas de tradição e devoção, sendo as mais afamadas a Festa das Fogaceiras, anualmente a 20 de Janeiro, sendo o ponto alto o cortejo das “fogaceiras“, como são denominadas as raparigas que transportam à cabeça as «fogaças» (espécie de pão de trigo doce), e a grandiosa “Viagem Medieval”, onde toda a cidade parece viajar no tempo até ao Período Medieval e muitas actividades, animação e espectáculos acontecem, reunindo um largo número de visitantes.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!