7.9

Torres Vedras é uma cidade da região Centro-Oeste, sede do maior município do distrito de Lisboa, situada numa área de férteis terrenos e próxima do grande Oceano Atlântico.

A cidade propriamente dita é constituida pelas freguesias de Santa Maria do Castelo e São Miguel e pela de São Pedro e São Tiago.

Esta região tão rica em terrenos férteis, tempo ameno, bons meios de comunicação e força marítima, é habitada pelo Homem desde tempos remotos, existindo diversos Castros no seu território como o da Achada, o Cabeço do Jardo, o do Penedo ou o do Zambujal, um dos mais complexos povoados fortificados pré-históricos.
A ocupação Romana do território deixou as suas fortes marcas, como na Quinta do Juncal e na da Macheia, na Louriceira, na Quinta de São Gião, entre outros, tendo também sido ocupada por Muçulmanos até 1148, quando D. Afonso Henriques conquistou o castelo de Torres Vedras que foi de grande importância nacional durante a Idade Média.
Já no século XIX, com as invasões Francesas, toda a região ganha uma maior importância com a construção das “Linhas de Torres” (um conjunto de fortificações militares disposto em linha em redor de Lisboa) que conseguiram deter as forças inimigas.
Em 1846 Torres Vedras vê-se ocupada por tropas constitucionais, comandadas pelo Conde de Bomfim que lutam contra as tropas do Marechal Saldanha, dando-se a batalha de tomada de Torres Vedras, terminando com a rendição do Conde de Bomfim.

Com tão rica história, Torres Vedras apresenta igualmente um Património de grande valor, sabendo-se uma vez lá, que se atravessam ruas onde a história tem sido escrita, encontrando monumentos como o magnífico Castelo, que se crê de fundação Mourisca, com o seu agradável Jardim e a Igreja de Santa Maria do Castelo; as ruínas do Palácio dos Alcaides; as Igrejas de Santiago e da Misericórdia; as Capelas de Nossa Senhora da Nazaré, Nossa Senhora da Pena, do Sagrado Coração de Jesus e de Nossa Senhora de Fátima; as Ermidas de Santa Mirinha e de São Gião; a Igreja e Convento do Varatojo fundado em 1470 pelo rei D. Afonso VI em agradecimento pelas conquistas no Norte de África ou o majestoso Aqueduto, entre muitos outros pontos de interesse.

De destacar é também o Convento da Graça do século XVI, que hoje em dia alberga o interessante Museu Municipal dedicado às guerras peninsulares e á história, arte e etnologia da região de Torres Vedras.

A região de Torres Vedras, essencialmente agrícola, é também muito conhecida pelos vinhos que aqui são produzidos.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!