8.6

Vila Verde é uma bonita vila, sede de concelho, situada no verdejante Minho, no Norte do País, numa região de grande beleza natural, dona de um rico património com tanto para contar e ver, onde se produz o famoso vinho verde minhoto.

Esta é uma região de bem antiga ocupação humana, com vários vestígios pré-históricos e castrejos por todo o concelho, como o Castro Barbudo ou a Citânia de S. Julião de Caldelas. Vila Verde já teria alguma importância, tempos antes à formação da própria nacionalidade Portuguesa, no século XII.
Actualmente, Vila Verde mantém a sua encantadora feição agrícola, que provém de tempos bem antigos, e tem sido o principal sustento da região, hoje em dia já muito modernizada, e toldada pela importância do célebre vinho verde.
Espelho Patrimonial desta riqueza da terra, são os diversos solares e casas senhoriais que se encontram por toda a região.

Em Vila Verde, a arquitectura típica de granito denota um ambiente bucólico de história e paz de espírito, como é visível na Igreja de São Paio, ou Igreja Velha, do século XVIII, ou na barroca Capela de Santo António dos séculos XVII e XVIII.

Os vales dos rios Cávado, Homem e Neiva oferecem paisagens deslumbrantes e perfeitas condições para a prática das mais variadas actividades turísticas, desportivas e de lazer, num ambiente único de paz de espírito, como nas Praias Fluviais da Malheira e do Faial.

Terra de tradição e costumes vivos, Vila Verde prima também pelas suas peças artesanais de renome, de onde se distinguem trabalhos em vime, miniaturas em madeira, cerâmica, e os muito famosos “lenços dos namorados”, numa tradição do século XVIII, onde as mulheres os bordavam e ofereciam aos seus apaixonados, que caso nutrissem o mesmo interesse, os usariam orgulhosamente em público. Este rico património está patente no Centro de Artesanato Lenços dos Namorados.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!