Eurovedações

Areia
Rua São José, 1 (Areia),2750-078 Cascais (Cascais)
Web Enviar Email
¿Es usted propietario de esta empresa? Clíque para editar

Información

Comercializamos Vedações para todo o País, Importadas das melhores Fábricas Europeias.Contacto: 91 2180711
Eurovedações


Comercializamos no nosso País vedações, na maioria dos casos importadas, e importadas das melhores fábricas europeias. Os nossos fornecedores europeus estão todos eles sujeitos às normas europeias em vigor, são credenciados, e funcionam com respeito absoluto pelas normas de qualidade que são em permanência implementadas em todas as suas instalações. Em grande parte dos casos as exigências de qualidade europeias são ultrapassadas pelos procedimentos e especificações dos nossos fornecedores. E para além das normalmente comercializadas entre nós, oferecemos-lhe uma gama bastante extensa de vedações esteticamente diferenciadas.
Sempre que possível utilizamos, fornecedores nacionais, normalmente para o caso de malhas em rolo, os quais também funcionam em estrita observância das normas de qualidade em vigor no nosso País
A nossa política de qualidade é oferecer-lhe o melhor do que de melhor existe, mantê-lo bem informado, e sempre que entendermos como necessário ou nos for solicitado prestar-lhe assistência de aconselhamento em escolha de materiais ou procedimentos.
Pelas circunstâncias apontadas é com o maior prazer que fornecemos também aos nossos clientes garantia dos materiais, fornecidos e dos serviços prestados.
Temos executado no nosso País vedações de alta e máxima segurança tidas como das mais completas na Europa. Hoje, e no seguimento do que hà já uns anos se tem vindo a verificar noutros países, também construções privadas, tais como condomínios e outros empreendimentos que exigem completa privacidade e complementarmente maior segurança, obrigam a vedações fora do que antigamente era tido como normalidade.


A medievalização das nossas casas, no sentido em que infelizmente, e em cada vez mais casos, há quem tenha como necessário criar uma barreira periférica à intrusão, não deve por motivos vários e, essencialmente por razões absolutamente objectivas, ser procurada indiscriminadamente.
Quando o mundo era um local muito mais simples, os ricos eram gordos e os pobres eram magros, as pessoas bem intencionadas preocupavam-se em como alimentar os pobres; hoje em dia, na maior parte do mundo, os ricos são magros e os pobres gordos, e as pessoas conscientes preocupam-se com a obesidade.
Outros factores como a insegurança económica e a mobilidade geográfica provocaram o aparecimento de situações sociais e psicológicas complicadas.
A movimentação para procura de trabalho e o acesso de maior número de pessoas a melhores condições financeiras originou o corte de relações com vizinhos habituais e parentes com quem se podia contar em situações mais difíceis: os americanos estão mais habituados a isso, nós não.
O desenraizamento destes recentemente deslocados, no que a nós interessa, leva a que estes novos médio-ricos proprietários se sintam forçados a, por razões de pseudo-segurança, se fechem hermética e visualmente em suas casas não sem que, para isso, tenham que cercar as casas com vedações em chapa metálica: acabaram de comprar nova propriedade, com vista para o mar e para a serra, alindaram os jardins e piscinas, compraram o que de melhor puderam, mas acabam fechados numa redoma metálica.
Para além de que é um engano em termos de segurança tapar a visibilidade, há que ter em conta a proliferação a que temos assistido nos últimos tempos por parte dos nossos artistas de graffiti. De facto, não é raro que uma vedação acabada de montar seja decorada imediatamente, ou muito pouco tempo após, por um dos inúmeros talentos desconhecidos que andam impunemente à solta destruindo ou vandalizando a propriedade pública e privada. Perante a parcimónia das nossas autoridades.
Não existem no nosso País, infelizmente, muitas estatísticas, e as existentes tão-pouco são de grande fiabilidade. Na nossa experiência por todo o território, porém, foi-nos dado observar que cerca de 95% de todas as pinturas graffiti se encontram entre as cotas de 0,45 e 1,95m. Assim, aconselhamos a que, pelo menos entre estas alturas, sejam aplicadas vedações em rede ou grelha metálica: é a única forma de evitar que você se torne no feliz possuidor de uma obra de arte que poderá não estar minimamente de acordo com os seus cânones estéticos (e por vezes morais). E no que toca a pinturas murais já vimos todo o tipo de bases aproveitadas: pedra, cimento, chapa metálica, madeira, lusalite, aglomerados, reboco, etc.. Ainda não encontrámos génios que conseguissem transmitir a sua mensagem hieroglífica em superfícies de rede ou gradeamento metálico.

Características


Experiencias para tu viaje

Tenemos varias experiencias para una visita única

Ciudad Online

Escolha o Idioma