8.4

Vila bem Alentejana, sede de concelho, situada no distrito de Évora, Arraiolos é conhecida mormente pelos seus típicos bordados que vão passando de geração em geração.
Com vestígios de presença humana tempos remotos, provavelmente desde o Neolítico, ou mesmo desde o Calcolítico, a região do concelho de Arraiolos já teria mesmo uma significativa ocupação humana desde o IV Milénio a.C.
Vários povos ocuparam este território, que conta pois com uma longa e rica história.
A paisagem da região, tipicamente alentejana, é um dos maiores bem patrimoniais de Arraiolos, tendo-se do Castelo da Vila um panorama extraordinário sobre o bonito casario branco e toda a natureza circundante. Aqui encontra-se igualmente a enorme Igreja do Salvador, uma interessante construção do século XVI, rodeada pelas muralhas.
Na Vila, a Igreja da Misericórdia, e a fonte rural Chafariz dos Almocreves, são importantes legados patrimoniais, inseridos no centro histórico que foi alvo recentemente de obras de reconstrução e preservação.
Bem perto de Arraiolos, é digna de visita a bonita aldeia de Santana do Campo, construída maioritariamente sobre Ruínas Romanas, onde existe uma estação arqueológica, e se pode conhecer o Templo Romano.
Mas falar de Arraiolos é falar dos seus bordados tradicionais que levam o nome desta Vila mais além. Embora não existam certezas, estudos confirmam que a produção destes “tapetes de Arraiolos” arte que terá começado com os Mouros, no século XII, foi muito desenvolvida nos moldes que conhecemos hoje em dia no século XV, e atingiu o seu máximo esplendor com os motivos florais do século XVIII.
Os Bordados de Arraiolos são tapetes (ou almofadas) bordados com lã nas mais variadas cores e tons sobre uma tela de juta ou algodão, com os mais diversos padrões e designs, cada vez mais inovativos, mantendo, contudo, os padrões clássicos. No mês de Maio tem lugar o evento “O Tapete Está na Rua”, comemoração e exaltação da cultura local que junta residentes e muitos visitantes em tardes e noites animadas.
A Gastronomia da região é igualmente apelativa e tradicionalmente alentejana, destacando-se os pratos de “Porco”, de “Borrego”, de “Vitela”, as “Sopas Alentejanas”, as “açordas” e as “migas”, tudo regado com os afamados vinhos alentejanos de grande qualidade.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!