8.5

Arronches é uma bonita vila Alentejana, sede de município, situada bem próxima da fronteira com Espanha, caracterizada pelo seu alvo casario alegrado por faixas coloridas que rodeiam rodapés, janelas e portas.

As origens de Arronches são antigas, não existindo contudo muita documentação histórica de tempos mais remotos, encontrando-se um pouco por todo o concelho diversos monumentos megalíticos de tempos pré-históricos.
Arronches foi conquistada em 1166 aos mouros, por D. Afonso Henriques que a perdeu, tendo sido reconquistada por D. Sancho II, em 1235. Tornou a cair em poder dos mouros, sendo reconquistada definitivamente em 1242, por D. Paio Peres Correia.

Pela sua situação geográfica, Arronches foi um importante bastião de defesa na Idade Média, como se pode constatar pelo que ainda resta do Castelo, reedificado provavelmente sobre uma estrutura Moura ou mesmo anterior, em 1310. Com a perca de importância estratégica e com a grande destruição verificada pelo terramoto de 1755, o Castelo vai sendo degradado e muito do seu material é então empregue na construção de residências locais e absorvidos pela expansão urbana da povoação, chegando aos nossos dias apenas os vestígios de uma das suas torres.
A Igreja Matriz, uma construção do século XVI que veio substituir um antigo templo gótico datado de 1236, é um dos principais monumentos da Vila, situada em frente ao bonito edifício dos Paços do Concelho (século XVI), destacando-se também a Igreja da Misericórdia (século XVI), o Convento e Igreja de Nossa Senhora da Luz do século XVI, entre outros monumentos presentes nas localidades vizinhas.

Parte do concelho de Arronches está inserido na área do Parque Natural da Serra de S. Mamede, e toda a sua envolvente natural é de grande beleza, albergando uma grande diversidade de espécies de fauna e flora, proporcionando bonitas paisagens e condições para a prática de variadas actividades de lazer e desportivas.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!