7.8

Penedono, outrora Pena do Dono, é considerada uma das mais belas vilas de Portugal. Localizada nos derradeiros limites da Beira e a um passo dos socalcos da Região Demarcada do Douro, a vila medieval de Penedono domina imponente uma paisagem de contrastes fortes e impressionantes. O seu Castelo, erguido no século XI quase a mil metros de altitude é um exemplo único de arquitectura militar, singular pela sua forma triangular e famoso, segundo a lenda, por ter sido berço do célebre Álvaro Gonçalves Coutinho, um dos Doze da Inglaterra, imortalizado nos "Lusíadas" pela sua valentia e espírito de aventura.
Todo o concelho é um prodígio da natureza e do engenho das suas gentes. As casas, os monumentos e os solares foram por eles talhados no granito bruto vindo das serranias em redor e os campos cultivados dividem o solo fértil com os grandiosos castanheiros, os pastos e ancestrais monumentos megalíticos (Menir de Penedono, Dólmen da Lapinha em Penela da Beira, Dólmen da Capela de Nossa Senhora do Monte em Penela da Beira, Dólmen do Pendão, Dólmen do Telhal em Pedras Estantes, Necrópole Megalítica de Lameira de Cima em Antas, Núcleo Arqueológico do Vale de Maria de Pais em Antas).
Para além do seu altivo pelourinho de gaiola, fronteiro ao Castelo, com a qual delineia uma perspectiva estética de rara elegância, Penedono exibe, ainda, um património de atractivos múltiplos, consignado nas suas seculares igrejas e capelas, recheadas de arte sacra nas suas expressões plásticas e de paramentaria, a que se junta o austero e majestoso Solar dos Freixos, há poucos anos recuperado para acolher, condigna e funcionalmente, os Paços do Concelho e outros serviços da administração pública central e local.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!