8.3

Penamacor terá sido reconquistada aos árabes pelo rei D. Sancho I, que entregou esta região aos Templários, presumindo-se que tenha sido esta ordem que edificou o castelo, que mais tarde, o rei D. Dinis, por volta de 1300, reforçou com novas muralhas e a Torre de Menagem.

 

Já no século XVII, no período da Guerra da Restauração, esta fortaleza adquiriu bastante importância devido à sua posição junto à fronteira, e D. João IV, mandou fazer o reforço das defesas com adaptações para o uso de artilharia.

 

Em 1739, a Torre de Menagem, que servia de paiol, explodiu, mas o verdadeiro declínio desta fortificação verifica-se durante o século XIX, com a destruição das muralhas e aproveitamento da pedra para construção de habitações.

 

Esta delapidação continuou no século XX, havendo notícia de que em 1933, os poderes públicos mandaram atulhar a cisterna. Por volta de 1940 despertam-se as consciências para a preservação do património e cessou este processo de destruição, estando já, o Castelo de Penamacor, classificado como Monumento Nacional.

 

Deste conjunto restam a Torre de Menagem, uma porta de entrada para a antiga vila e rodeando as escarpas do castelo medieval, encontram-se ainda partes dos antigos baluartes seiscentistas.

 

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!