8.3

A Fundação do Oriente, criada em 1988, integra o grupo das 20 maiores fundações europeias, contando com delegações em Macau, na Índia e em Timor-Leste.

O Museu Oriente, recentemente inaugurado no edifício dos Armazéns Frigoríficos na Doca de Alcântara, no ano em que a Fundação celebra os seus 20 anos, mostra-se como um local privilegiado para a difusão e o estudo das relações históricas, culturais e artísticas entre Portugal e os países do Oriente.
O acervo do Museu integra, entre outros, núcleos de arte chinesa, indo-portuguesa, japonesa e timorense, num projecto de Carrilho da Graça e Rui Francisco, com o espaço do jardim projectado pelo conceituado Gonçalo Ribeiro Telles. O acervo contará também com colecções externas dentro da mesma temática, provindas de Museus como o Machado de Castro, em Coimbra, ou mesmo colecções privadas.

O Museu conta com sete pisos e uma área de 15.500 metros quadrados, onde convivem três espaços distintos de exposição, contando com uma programação variada. O espaço conta com um Auditório com capacidade para 360 lugares, um Centro de Reuniões, Seminários ou Congressos, um completo Centro de Documentação, Serviços Pedagógicos e Educativos e um Restaurante com uma grande e aprazível janela virada ao Tejo.
O vasto leque de actividades programadas contará com espectáculos de música, teatro, dança, ciclos de cinema, ‘workshops‘, conferências e debates, organizados em ciclos temáticos.

Horário:
Terça-feira a domingo: 10h00/18h00
Sexta-feira: 10h00/22h00 (entrada gratuita das 18h00 às 22h00) 
Encerra: segunda-feira, 1 de janeiro e 25 de dezembro


Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!