7.9

Localizada em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, a vila de Soajo é uma povoação milenar, situada numa zona montanhosa de grande beleza, predominantemente rural.
A vila é caracterizada pelas suas ruas pavimentadas com lajes de granito e as casas construídas com blocos de pedra, onde a paz de espírito impera e o tempo parece ter parado, rodeada por uma natureza quase imaculada.
Até há cerca de um século a povoação, que outrora chegou a ser sede de concelho, vivia em regime comunitário, baseando a sua actividade na agricultura, e com as suas próprias leis e actividades.

A sua eira comunitária é ainda hoje um dos seus maiores atractivos, constituída por vinte e quatro espigueiros, todos em pedra e assentes num afloramento de granito, datando o mais antigo data de 1782, sendo muitos deles ainda hoje utilizados pela população.
Os espigueiros são construções graníticas de arquitectura tumular, típicas da região Norte do País, encimados por uma cruz ou pirâmide, que serviam para guardar as espigas.

Mas outros atractivos atraem nesta encantadora aldeia, como o largo onde se situa o Pelourinho que tem no seu topo uma inscrição dando as boas vindas, ou a bonita Capela, rodeados de vinhas, oliveiras e castanheiros. A arquitectura rural e popular caracteriza esta aldeia, como as Casas da Câmara e dos Enes, os variados Cruzeiros, os Fojos ou as Brandas e Inverneiras.

O Artesanato é baseado em trabalhos em madeira, ferramentas tradicionais e em trabalhos em lã e em linho, existindo mesmo na aldeia uma loja que comercializa os produtos locais.

A Gastronomia vê nos seus pratos típicos o Cabrito à moda do Soajo, o Arroz de Cabidela, o Cozido à Portuguesa, o Arroz de Sarrabulho e a Costeleta Grelhada, regados com vinhos verdes, brancos e tintos da região.

Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!