Museu da Eletricidade

8.1

Situado na margem do vasto rio Tejo, na privilegiada zona de Belém, no coração de Lisboa, o Museu de Eletricidade ocupa o edifício da importante Central Tejo, que forneceu a cidade de Lisboa de energia eléctrica desde inícios do século XX.

Este novo museu apresenta uma nova dinâmica de novos conceitos de um espaço museológico, tendo aberto as suas portas ao público em 2006, num espaço já por si histórico, marco arquitectónico da cidade, com muito para contar sobre os avanços e progressos tecnológicos ao longo dos tempos.
A Central Tejo desenvolveu-se a partir da pequena Central da Junqueira, construída em 1908, mas já com pouca capacidade para o desenvolvimento eléctrico que se fazia sentir na capital Portuguesa, pelo que se inicia em 1914 a construção da nova e grande central termoeléctrica, que entra em uso em 1919.
O edifício assume o seu orgulho arquitectónico industrial, ao estilo das grandes construções europeias da época, quando o Carvão era o elemento primordial, chegando em fragatas pelo imenso rio Tejo, e transportado em cestos na cabeça de homens e mulheres: os “alcochetanos”.

O Museu da Electricidade aborda hoje em dia esta força laboral, bem como todas as técnicas e saberes da central, albergando na exposição permanente todo o conjunto de equipamentos que faziam parte da instalação da antiga unidade de produção, bem como diversos temas relacionados com a energia no seu geral.
Num ambiente de interactividade, onde o património industrial de outros tempos ainda recentes encontra as explicações científicas que hoje se manifestam em diferentes roupagens e sistemas tecnológicos, o Museu da Eletricidade promove ainda actividades pedagógicas de grande interesse. 

Horário:
De terça a domingo, das 10h00 às 18h00
Encerra nos dias 25 de dezembro, 1 de janeiro e 1 de maio

Condições especiais para grupos, através dos seguintes contactos: (+351) 210028102 ou 210028130



Comentários

Já pensou onde quer ir na próxima viagem?.
Encontre aqui o Alojamento ideal para si!